0

Gosto do Sangue...

sexta-feira, 9 de setembro de 2016.

Era madrugada de uma sexta feira, minha amiga Laura havia me convidado para uma balada em um beco muito suspeito, havia tempo que eu não me divertia então aceitei o convite. Naquele dia havia trabalhado muito e estava esgotada, mas mesmo assim estava naquela balada tentando sorrir e dançar, depois de uns drinks e meio tonta sai sozinha para tomar um ar...era 2:00 da madrugada, caminhei pela rua sombria saindo do beco onde a balada se encontrava...aquela noite estava ventando e o ar frio cortava a minha pele. As ruas estavam desertas e eu conseguia ouvir o som da minha própria respiração...começo a andar mais rápido quando tenho a sensação de estar sendo observada, olho para trás e não vejo nada...mas mesmo assim um pavor percorre pela minha pele e fico assustada, começo a correr em busca de um lugar seguro...mas é madrugada e não há para onde ir.
Com a respiração acelerada paro e percebo que não sei onde estou, sinto uma mão tocando o meu ombro, me viro lentamente e encaro o ser magnifico que me toca, com a pele branca e cabelos negros, um pensamento vem a minha mente...é o ser mais lindo que já vi. Meu coração bati forte...o silêncio é tanto que escuto o som dele batendo. Com a voz trêmula pergunto quem era ele, porém ele não responde...abri um sorriso onde vejo belos dentes brancos e isso me hipnotiza e com um movimento rápido e preciso ele me ataca...não sinto dor e tudo foi tão rápido, minha visão escurece e apago.
Acordo duas horas depois, estava congelando naquela noite fria, não consigo me lembrar do que houve, somente vem a imagem daquele homem magnifico...me levanto e me sinto fraca, mas começo a caminhar sem ao menos saber para onde...no final da rua vejo um ponto de táxi e isso me alegra.
Chegando em casa percebo que estou com fome, muita fome...abro a geladeira e não me atrai nada que contem lá, porém algo chama minha atenção e é a carne crua que comprei para um cozido com legumes que pretendia fazer...mas naquele momento a carne crua parecia saborosa e isso encheu minha boca de saliva, só posso estar ficando louca onde uma carne crua iria ser saboroso, mas sem pensar muito pego e mordo a carne e o gosto explode de saboroso na minha boca e não consigo parar...o que está acontecendo comigo?
A lembrança daquele belo homem me vem à minha mente e inconscientemente passo a mão no meu pescoço, olho para os meus dedos e vejo sangue...corro para o espelho quando vejo que tem uma mordida ali...meu celular começa a tocar é minha amiga Laura, estou assustada e atendo com uma voz fraca.
_ Alô...
_ Oi Amiga, você sumiu da balada...o que houve?
_ Só me senti cansada...não quis te incomodar e fui embora, não se preocupe.
_ Tudo bem com você?
_ Sim...preciso desligar, depois nos falamos, não se preocupe...está tudo bem.
_ Ok...beijos.

Solto o celular no chão e começo a chorar...porem a fome ainda está lá, vou para a geladeira e devoro toda a carne crua que contém lá...minha boca e mãos estão repletos de sangue da carne.
O que me tornei?
E ao som do vento que entra pela janela aberta...a resposta. (Vampire).


By. Deh Morta...


Deixe seu Comentário:

 
♪Deh Morta!☠☠ Dark Soul✞✞ © Copyright | Template By Mundo Blogger |
Subir